sábado, 31 de outubro de 2015

Happy Halloween

À semelhança do ano passado, por aqui preparamos a abóbora para enfeitar a nossa porta. A rapariga lá foi à "doçura e travessura" com as amiguinhas e trouxe um cesto recheado...


Happy Halloween!

domingo, 25 de outubro de 2015

Sono volta que estás perdoado!

Depois de um maravilhoso jantar com colegas e amigas do serviço,  eis que devia chegar a casa e dormir...certo?? ERRADO!


Estou assim de olho tão aberto que dá raiva... eu bem sabia que não devia ter abusado na sangria... sniff... e logo hoje que podia dormir mais uma hora... sniff... bem vou experimentar este indutor do sono...


 Boa noite... (5:30 hora nova)

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

E para começar as férias...


Não conheço ninguém que goste de se sentar numa cadeira de dentista e eu não sou excepção. Só de pensar que tenho de lá ir fico ansiosa. Talvez por algumas más experiências pelas quais já passei e que nem quero pensar. Hoje, para começar bem este meu primeiro dia de férias, passei 2h30 de boca aberta... numa cadeira de dentista... ou melhor cadeira de tortura, como costumo dizer. Mas desta vez, posso garantir, que apesar do tempo que lá passei, não me custou nada e não me importo de lá voltar. Diferença? O profissionalismo e cuidado com que fui tratada. Como em tudo, há os bons e os maus e eu pelos vistos, tenho andado pelos maus. Agora que descobri esta pérola de dentista, vai ser muito mais fácil fazer aquelas tão temidas visitas.



quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Quase... quase...


... de mini-férias... só falta um turno... vamos ver se é desta que organizo umas coisinhas cá por casa ou não, com a preguiça que ando... vamos indo e vamos vendo... agora só quero que chegue amanhã...

Com o tempo...

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Sabem...


... aqueles dias em que acordamos bem dispostas e depois sem motivo aparente chegamos ao fim do dia com uma neura enorme? Estamos assim... e ainda vou trabalhar :(((

Depois da tempestade...


"E quando a tempestade tiver passado, mal te lembrarás de ter conseguido sobreviver. Nem sequer terás a certeza de a tormenta ter realmente chegado ao fim. Mas uma coisa é certa. Quando saíres da tempestade, já não serás a mesma pessoa. Só assim as tempestades fazem sentido." 

Haruki Murakami em Kafka à beira mar

Bom dia!

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Por enquanto, mantenho o plano...

... caminhada e bicicleta estática... a verdade é que andava cheia de vontade de começar a correr, mas acho que o meu corpinho ainda não está preparado para isso. Pensava eu, que após umas semanas de bicicleta estática e caminhadas, poderia começar com umas corridas, mas enganei-me. Hoje fui caminhar e experimentei começar a correr... esqueçam, fiquei de rastos, nem sei o que mais me doía, se as pernas ou o peito. Queria mesmo, começar a correr, é uma das coisas que quero fazer, quero correr com o marido nos tempos livres, é um objectivo que pretendo alcançar antes do final do ano. Mas até conseguir ganhar força de pernas e resistência, vou manter o plano. 



Tenho feito 30 km de bicicleta estática e caminhada de 1 hora. Praticamente todos os dias faço bicicleta, comecei por só conseguir fazer 10 km, agora já faço 30 km no mesmo tempo em que fazia 10 km, em 50m. E enquanto isso vejo um episódio de uma série e sempre que tenho disponibilidade também dou uma caminhada. 

Vamos indo e vamos caminhando :)))

domingo, 18 de outubro de 2015

Amanhã pode ser tarde!


"Encerra os assuntos que tens a encerrar. Aplica-te nas decisões que te fazem descansar. Diz o que tens a dizer e faz o que tens a fazer. Liga a quem o tempo não te deixou. Dá um abraço a quem deixaste sem o teu calor. Dá um beijo a quem ficou sem o teu sabor. Faz o que te diverte, o que te preenche e torna inteiro. Faz o que te faz sorrir. Pede o que te faz sorrir. Exige o que te faz sorrir.

Faz hoje: não esperes por outro dia."

[Rita Leston]

As estações mudam e nós também!!!


Com o passar dos anos, vamos mudando a nossa maneira de estar e ver o mundo. A própria vida obrigamos a mudar a nossa perspectiva em relação ao que nos rodeia. Existem coisas que deixam de ter importância e passamos a valorizar outras, muitas vezes tão simples. A família, é o que mais importa, saber que estão bem, é o que me traz felicidade... tudo o resto, é um acréscimo e vive-se um dia de cada vez. vamos adaptando a vida ao que aparece, assim como as estações mudam, também nós mudamos e temos de viver... caminhando...um passo de cada vez... 

sábado, 17 de outubro de 2015

E porque é mesmo assim...

...a felicidade está mesmo dentro de nós... cada um de nós, constrói aquilo que nos faz feliz... a coisa mais simples, é muitas vezes a nossa felicidade. Não devemos ter medo de ser felizes...



Bom Sábado!!!

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Tão certo... tão actual!


Andava sempre assim...


...de sapatilhas... desde que ando aflita das costas, que o calçado que mais me "alivia" o peso da lombar são as sapatilhas. Cheguei ao ponto de trocar as minhas socas do trabalho, por umas sapatilhas... se notei diferença? Ai como notei... apesar desta semana não ser exemplo, mas isso são outros quinhentos, regra geral, chego ao fim do turno, com menos dores de costas e pernas. Se é o calçado adequado para andar muitas horas? Se calhar, não é! Mas neste momento é o que me satisfaz e por isso, vamos indo e vamos vendo...

Ha! E para quem usa por sistema chinelos de dedo, é melhor pensar duas vezes... vejam aqui...

domingo, 11 de outubro de 2015

Porque nunca é demais lembrar...


"Os enfermeiros também choram

É uma utopia pensar que os enfermeiros são uns seres especiais que possuem um interruptor capaz de desligar a sua corrente emocional incapacitando-os de se envolver, de serem afectados pelas circunstâncias do seu cuidar."


Sim, os enfermeiros choram de alegria com aquela mãe que acaba de acolher o seu filho RN, de tristeza com aqueles que recebem a noticia da morte de um ente querido, choram com aqueles que sofrem e que cuja dor não podemos aplacar... sim, os enfermeiros também choram, mas choram sozinhos, muitas vezes até longe da família. Trazem com eles as alegrias, mas principalmente as tristezas e dores daqueles que cuidam. E isso não acontece durante o turno, o nosso trabalho não acaba ali, no fim do turno, trazemos sempre alguma coisa, mais tristezas que alegrias, mas nunca estamos sós, os nossos doentes estão sempre lá... sim, os enfermeiros também choram!

Em tempo de marmelos, fazemos... marmelada!

Este é um dos cheiros que recordo da minha infância, quando chegava o início do outono e surgiam os primeiros marmelos, lá se reservava uma tarde para confeccionar a marmelada e a geleia. Lembro-me que eram horas a lavar, descascar e preparar os marmelos. Um cansaço... e durante muitos anos, resisti aquela canseira e comia a marmelada feita pela mãe ou pela sogra. Depois a minha mãe ensinou-me a fazer marmelada de forma rápida e igualmente saborosa. Mas este ano, resolvi experimentar a confecção da marmelada na minha escrava, assim como assim é para isso que a tenho. Deixo-vos aqui a receita da marmelada confeccionada no Robot de cozinha e de forma tradicional (rápida), para que possam fazer como vos der mais jeito. Posso garantir que fica igualmente deliciosa e com menos chiqueiro e gasto de tempo.

sábado, 10 de outubro de 2015

Vamos fazer uma pausa!!!



Na próxima semana a blogagem colectiva das segundas-feiras, vai fazer uma pausa... o tempo é curto, regressamos quando logo que possível... Obrigado a todos os que participaram!!

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Metamofoses!

 
"Quando a situação for boa, desfrute-a. Quando a situação for má, transforme-a. Quando a situação não puder ser transformada, transforme-se."

[Viktor Frankl]


 

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

So true!

*5*

5 brincadeiras de antigamente...

1. Saltar ao elástico

Como eu adorava, era a minha brincadeira preferida no recreio da escola e na rua onde vivia. E quando não tinha com quem jogar as cadeiras eram óptimas para treinar :)



2. Saltar à corda


Outra das brincadeiras que fizeram parte da minha infância. Ainda não há muitos anos, que nas reuniões de família, novos e velhos, saltavam à corda... "Entra o Pedro, entra o Paulo, dois rapazinhos a saltar à corda...um chama-se Pedro..." Quem se lembra?





3. Escondidas


Era uma das brincadeiras preferidas do Verão... a minha filha adora, então com quem ela gosta de jogar é com a avó Ana, corre a casa toda e como é pequenina, arranja sempre uns lugares inimagináveis, de por a cabeça da avó em água :)



4. Jogo do lencinho


"O lencinho vai na mão, vai cair no chão!"

Este é um jogo em que atenção é muito necessária e estimula a concentração. Na escola da minha filha jogam-no várias vezes, o que acho muito bom para o desenvolvimento deles.




5. Jogo da macaca

Quem não se lembra de jogar à macaca, no recreio, na rua... onde houvesse sítio para desenhar a macaca, lá estava a criançada...




Sissi


Todas as semanas, começando na segunda-feira, irei colocar um desafio 5* dura a semana toda e espero pelas vossas participações...

Baseado nesse desafio, devem criar um texto, um poema, uma frase e depois adicione o link do seu post logo abaixo. Quem não tem blog também pode participar. Basta enviar para vilabijus@gmail.com e eu coloco aqui.




domingo, 4 de outubro de 2015

O prometido é devido...

...cá está a chuva a brindar-nos neste dia de eleições...


...e nem eram eleições se não chovesse... tenho quase a certeza que da maneira como está a chover... os indecisos, vão decidir depressa...ficar em casa... eu, trabalhei de noite e já cumpri o meu dever... agora boa noite!

sábado, 3 de outubro de 2015

Vivência


Em cada vivência, surge uma nova experiência!
 
Sissi

Para participar na brincadeira da Chica, clique na imagem.
 

http://sementesdiarias.blogspot.pt/2015/10/vamos-brincar-com-chica-n-33.html

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Followers

Leitores do Blogue

O seu a seu dono!!!

As fotos aqui contidas são retiradas da internet e algumas são trabalhadas por mim.

Se é dono de alguma imagem, por favor, mande-me um e-mail (aparece nos dados do meu perfil) para que eu possa colocar as devidas referências ou excluí-las se for a solicitação.

Não há qualquer motivação aqui de ganho, por isto os direitos de autor serão respeitados.