terça-feira, 30 de junho de 2015

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Por vezes é difícil...


Desafio aos leitores

Quem tem um blog, sabe que o que vou dizer é verdade. É difícil, ter a percepção de quem está a ler o que postamos e gostava muito, mas muito de pelo menos perceber o que vos faz voltar aqui. Por isso lanço-vos este desafio: Gostava de saber, qual foi o texto, o pensamento, a reflexão ou a imagem que mais gostaram e que vos faz vir a este espaço. Vão ao arquivo, se não se lembrarem do texto ou usem o botão de pesquisa, na barra direita. Não tem data limite, por isso estejam à vontade e quem sabe?!? Talvez haja um mimo para quem participar! 

Conto convosco, ajudem a dinamizar e a tornar melhor este cantinho. 

Obrigado!!! 



domingo, 28 de junho de 2015

35º

Eu até gosto de verão...mas, gosto de temperaturas não superiores a 28º... acima disto, fico com as pernas que parecem uns bombos, cansada... hoje estão... ...35º à sombra!!!!


Por isso...venham lá uns dias mais fresquinhos...

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Agora que estamos de regresso... a Horta...

É bom sair de casa e passar férias, mas sabe bem regressar a casa. Fiquei espantada com o desenvolvimento da minha horta. Tudo cresceu, algumas coisas até demais. O feijão, está a precisar de estacas, o nabo de ser mondado, os brócolos já estão novamente a crescer, depois do ataque das lagartas e os tomateiros estão carregadinhos.


Trabalho para hoje...

...roupa... sinto que me vou afogar em tanta roupa que tenho para passar... bem vamos lá começar...



...até daqui a umas horas...

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Menorca ( Parte VI )

Último dia e já com saudades das férias... fomos até à praia mesmo ao pé do hotel: Playa Cala Tirant

Uma praia fantástica e ali mesmo ao lado. 

No momento em que li...partilhei...com o meu amor!!!





Menorca ( Parte V )

Já de regresso a casa, vou acabar de mostrar como foram os restantes dias de férias. Peço desculpa por não ter conseguido actualizar, mas a Internet onde estávamos era fraca e nem sempre dava.

Bem continuando pela nossa viagem, na segunda-feira, resolvemos visitar mais uma praia: Playa Cala Mitjana. Mais uma pequena caminhada e deparamo-nos com uma praia de facto bonita, de águas límpidas, mas cheia de Medusas (Alforrecas). 


Por isso, viemos embora rumo à Playa Cala Galdana, que ficava logo ao lado.

terça-feira, 23 de junho de 2015

Menorca ( Parte IV )

Quarto dia de férias, dormimos até mais tarde (8h30), resolvemos ir à Playa Cala Galdana. Esta praia é a mais urbanizada. Junto a ela, localizam-se os hoteis mais conhecidos, como o Melia.


Menorca ( Parte III )

No terceiro dia, tivemos de madrugar, cerca das 7h30 locais. Tinhamos destinado visitar a Playa en Turqueta e como já disse aqui, existem praias que atingindo um certo número de pessoas, fecham. Esta é uma das mais conhecidas e como tal muito procurada. Depois de deixar o carro no estacionamento, tivemos que andar cerca de 45m, por um caminho que passa por pinheiros e sombras. Digo-vos que vale bem a pena a caminhada...

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Menorca ( Parte II )

No segundo dia madrugamos, por volta das 8h30 já estávamos a caminho da praia. Destinamos para este dia, visitar a Playa Macarella. Como já aqui falei, existem praias com limite de visitantes e esta é uma delas. Ou se vai cedo ou perde-se a oportunidade. O percurso até à praia faz-se por um caminho no meio de pinheiros. Demora-se cerca de 30 minutos a pé.

sábado, 20 de junho de 2015

Menorca (Parte I)

Depois de dois anos atribulados e praticamente sem férias em família, decidimos que este ano precisávamos de férias a sério. Depois de pesquisar, escolhemos como destino de férias a ilha de Menorca. Tal como para muitas pessoas, era também para nós um destino desconhecido. É a ilha mais pequena das Baleares e muito diferente de Maiorca e Ibiza. Ideal para descansar, que era precisamente o que pretendíamos.

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Vamos à la playa

Estamos de férias, o que é óptimo... dormimos todos 10h... e agora frescos e recuperados da viagem...

domingo, 14 de junho de 2015

Está louco...



... e ganhou vida própria... o meu computador... desliga-se sozinho...bem acabou de comprar uma ida ao médico...

A invasão das lagartas


Parece um titulo de um filme de ficção cientifica, mas não é... neste momento, o meu maravilhoso "jardim de couves" está a ser implacavelmente atacado por lagartas. Para onde olho só vejo buracos, lagartas e ovos verdes. Enfim, lá tivemos que começar a colher os brócolos para congelar e quanto às outras couves, temos de andar sempre a "cuscar" e aniquilar as bichas. 

20150614_162136

É assim cá na horta!!!!

sábado, 13 de junho de 2015

Thank you for loving me...



...assim começou... numa noite de Santo António... 18 anos de namoro...

Como uma Rosa!!!!

20150525_07352720150525_07355220150526_07333120150527_17484120150528_17265620150529_20141620150602_18392520150613_08505120150613_085042

Quando penso em ti, imagino-te como uma rosa... nasceste... cresceste... tornaste-te bela, madura, esposa, mãe, avó, bisavó, viúva... aos poucos e apesar de todo o carinho e atenção, começas a dar sinais de desgaste... como a rosa, à medida que o tempo passa,  começas a definhar e nem com todo o nosso esforço, conseguimos que arrebites, sorris a custo, nem sempre te lembras de nós... mas como a rosa, serás sempre bela e como ela única e insubstituível!!!! 

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Sim... eu mudei!!!

 
"Sim, eu mudei! Se para melhor, eu não sei.
Algumas pessoas estão a sentir isso e vão-se afastando.
O que eu tenho a dizer sobre isso? Somente um "lamento muito". Tenho a minha vida; a minha história que sempre se modifica, renova-se; renasce, por que não? Apenas quero que as pessoas saibam que estou feliz assim.
Finalmente, depois de longo tempo de sofrimento em vão, encontrei a razão para seguir adiante. Encontrei alguém, esse alguém sou eu mesmo; que me faz mais forte a cada sorriso, a cada abraço-o mais aconchegante do mundo, diga-se de passagem. E não vou permitir que nada, nem ninguém, atrapalhe isso. Não vou retroceder como muitos desejam.
Saudade, distância, momentos de tristeza fazem parte da vida; especialmente depois de uma mudança drástica.
Mas enfim, eu conheci novos ares, sorrisos, lugares e momentos.
Nenhum deles vai apagar os anteriores.
Mas mesmo os anteriores não são insubstituíveis, assim como ninguém o é, nem eu mesmo sou ou serei.
Portanto, quem é meu amigo, distante ou não, sabe o tamanho da sua importância na minha vida.
Agora, quem se congratula com a minha infelicidade como uma espécie de "proveito próprio", eu sinto muito em dizer: não me fará nenhuma falta, porque acima de tudo, Eu sou quem sou e sou o que sou!
Não gostam? Tenho pena…olhem para as vossas vidas e tal como eu, encontrem-se a vocês próprios e encontrem motivos sérios e honestos para viver a vossa vida e deixem as dos outros em paz! Nada muda, se eu não mudar!"
 
in [As palavras que nunca te direi]

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Mais uma vez...



Como diz Guilherme de Carmo, no blog - Porque deixei de ser enfermeiro: "A última fase de pressão até às eleições" e eu concordo...ou vai ou racha, temos de lutar...isto vai de mal a pior...por isso...mais uma vez...


...por mim...pelos meus filhos...pela minha família... pelos utentes do serviço nacional de saúde...por todos, que merecemos um mais e melhor!!!

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Todas as mães dizem isto...

[aqui]

...eu digo...a minha mães diz...todas as mães dizem... verdade?!????

Voar!!!


...pudesse eu voar e estaria ao pé de ti, para te acarinhar e dizer o quanto gosto de ti. Imagino que deves estar assustada, sem perceber o que se passa. Estás novamente ai, nesse sítio que sei que detestas e que eu conheço tão bem. Como gostava de poder voar e chegar depressa ao pé de ti, dizer-te que vai ficar tudo bem, apesar de saber que não vai ser assim... Assusta-me saber-te assustada, como te deves sentir sozinha... se eu pudesse voar, pegava em ti e levava-te a conhecer a minha horta, nunca sonhaste que eu iria dedicar-me  a estas coisas da agricultura...quando era criança e passava as férias em tua casa, bem querias ensinar-me, ai que tolinha eu era...só queria brincar e agora quem me dera que me pudesses ensinar... tenho saudades desses tempos... pudesse eu voar, pudesses tu voar comigo e havia tanto, mas tanto para te mostrar!!!! Mais uma vez, fica a dor da impotência de não poder estar sempre ao pé de ti, de não poder apaziguar o teu sofrimento...


terça-feira, 2 de junho de 2015

Uma horta cá em casa (Parte XVI)

Faz tanto tempo que não dou notícias da horta, que se calhar até acham que tudo murchou… nada disso…o tempo é que não tem sido muito, mas a nossa horta vai de “vento em popa”…por isso vou fazer um breve resumo, do que por cá temos feito.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Followers

Leitores do Blogue

O seu a seu dono!!!

As fotos aqui contidas são retiradas da internet e algumas são trabalhadas por mim.

Se é dono de alguma imagem, por favor, mande-me um e-mail (aparece nos dados do meu perfil) para que eu possa colocar as devidas referências ou excluí-las se for a solicitação.

Não há qualquer motivação aqui de ganho, por isto os direitos de autor serão respeitados.